25 de Fevereiro de 2008

Ultimamente pus-me a pensar na questão que me irrita mais quando surge uma pessoa interessante na minha vida.

Quando conheço alguém e converso com a pessoa, e a conversa até que se demonstra interessante e animada, sou imediatamente abordado com a questão da idade. Aí a pessoa interessante perde o interesse todo. Rematam sempre com o típico "Ah! Tens x anos!". Como se a idade fosse um factor importante (como, sei lá, personalidade, inteligência.) para qualquer tipo de interacção humana. Durante muito tempo ficava triste e chateado porque achava que a pessoa teria algum potencial para algo mais. Bem, a vida acaba por nos ensinar que somos e seremos sempre ingénuos. Como se a necessidade de sermos algo mais para alguém fosse a coisa mais importante do mundo. É importante, mas não o mais importante. Quer dizer, eu ficava profundamente magoado por causa da superficialidade dos outros. Pensava que o defeito era meu, que eu era "velho demais", como se eu já estivesse com um pé na cova ou assim. Que ingénuo! Somos avaliados diariamente por coisas tão superficiais, tão insignificantes, e agarramos nessas insignificâncias e as tornamos nas coisas mais importantes do nosso dia-a-dia. Como se essas fossem as coisas pelas quais tudo se deva regir. E acabamos nisto... Numa sucessão de avaliações ridículas que acabam por limitar as nossas experiências e oportunidades. Olhamos para a capa do livro e julgamos o seu conteúdo baseado nisso. E acabamos por desconhecermos se o livro é ou não um bom livro. E julgaram-me dessa forma.

Pois então, para eles e elas que me julgaram pela capa, vocês não fazem a mínima ideia do que perdem. Posso não ter uma capa deslumbrante, com um título memorável. Mas, e quem me conhece sabe-o bem, existem capítulos no meu livro que ultrapassam o simples "bom".

E, para mim, o problema não é que eu seja "velho demais". O problema é que os outros são "imaturos demais"!
publicado por Arms às 16:19
Tu sabes que estou sempre a brincar contigo a chamar-te de velho (apesar de só termos um ano de diferença), por isso ao ler este post tinha mesmo que comentar.

A idade é um factor que quase sempre me passa ao lado, a não ser quando tal é impeditivo de termos alguma empatia e falta de conversa. Mas se o julgamento de alguém se baseia somente nessa questão, bem.. realmente é porque não interessa.

Quanto à capa, acho que se visse o livro numa livraria e andasse à procura de algo para ler pegaria no livro e ao ler o prefacio tinha a certeza que o levaria para casa. hehe

Abraço!
Miguel a 25 de Fevereiro de 2008 às 17:53
eu axo essa questao das idades tao relativa... ha pessoas novas com cabeça e ha velhas sem ela... portanot...
VF a 25 de Fevereiro de 2008 às 18:14
pela capa eu levava-te para casa comigo. e pelo conteúdo (a partir daquilo que vais escrevendo aqui e noutros) também.
Anónimo a 25 de Fevereiro de 2008 às 18:36
Meu querido amigo!
Há que tempos não passava por aqui.
Como andas?

Espero sinceramente que esse teu coração, seja devidamente preenchido por alguém que entenda o quão especial és.

Abraços ENORMESSSSS
VIAJANTE DO MAR a 25 de Fevereiro de 2008 às 20:42
A questão da idade passa-me muito ao lado. Já tive uma relação de anos com uma pessoa bem mais nova que eu. Uma pessoa, em muitos aspectos, bem mais madura, interessante... que muitos quarentões e cinquentões que por aí andam.
Quem "pega" na questão da idade e daí tira logo conclusões é alguém extremamente limitado.
Graduated Fool a 25 de Fevereiro de 2008 às 20:56
É bom quando nós gostamos de nós e sabemos qual o nosso valor.
Abração grande
Miguel
Algbiboy a 25 de Fevereiro de 2008 às 21:28
Eu também não sou muito de ligar a idades. Não faço tanto a avaliação de alguém por aí, mas mais pela maturidade da pessoa.
Quanto ao menino como livro, pelas páginas que já tenho lido, recomenda-se a sua leitura.
:)
TheTalesMaker a 29 de Fevereiro de 2008 às 01:13
O que diria eu, meu caro Arms, se fosse ligar à idade?
Acho que resumes tudo muito bem no último parágrafo do texto.
Abraço.
pinguim a 29 de Fevereiro de 2008 às 01:48
mais sobre mim
Prémios
Image Hosted by ImageShack.us
By Eu... Gay... e o meu Mundo
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Felizes Juntos (2009).
quote: o traço bonito e elegante reflectido no ímpeto neutralizado dos dias
By Felizes Juntos (2008)
quote: bom gosto e traço bonito e elegante.


últ. comentários
Olha eu estou exatamente igual.. Não me conseguiri...
Olá Arms!Há quanto tempo! Não tenho acompanhado es...
aqui ha dias vi te a subir a rua do sol ao rato.j...
Bem fixe isto. Nos extremos há coisas que nem sabe...
se estiver interessado/a num novo template para o ...
Sim, concordo.Mas acima de tudo, mais intervenção ...
Silêncio a mais... nessas viagens todas não há int...
Bom regresso à blogosfera
Concordo com o que dizes, tambem sou solteiro e as...
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou ...
blogs SAPO
Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
15
18
21
23
24
28
pesquisar neste blog