30 de Março de 2007

Talvez venha a arrepender-me deste meu desabafo mas, neste momento, isso não me importa nada. Preciso de descarregar esta fúria que tenho em mim.

Pois terminou. Apenas tenho pena que tenhas demorado a contar. Evitaria toda esta situação. Mas agora que sei que tudo terminou posso seguir em frente. O meu corpo pode começar a reabilitar-se e esquecer-te... tal como se cura de um vírus.

Disseste que não brincaste com os meus sentimentos, mas foi isso que senti aquele tempo todo. Tiveste imensas oportunidades para me contares e decidiste não contar nada. Foste alimentando-me de esperanças.

Quando me pediste um tempo disseste ainda gostares de mim e isso foi-me alimentando as esperanças. Podias ter-me contado nessa altura. Não contaste. Decidiste manter isso guardado para ti.
Quando pedi para terminarmos disseste ainda gostar de mim e isso foi-me alimentando as esperanças. Podias ter-me contado nessa altura. Não contaste. Decidiste manter isso guardado para ti.
Quando conversávamos e eu perguntava, respondias ainda gostares de mim. Podias ter-me contado nessa altura. Não contaste. Decidiste manter isso guardado para ti.
Quando falávamos sobre outros temas e eu tentava puxar conversa porque sentia que algo estava mal. Podias ter-me contado nessa altura. Não contaste. Decidiste manter isso guardado para ti.
Quando relatavas o que se tinhas passado no teu dia. Podias ter-me contado nessa altura. Não contaste. Decidiste manter isso guardado para ti.
Quando eu te disse que já não aguentava a pressão e que sentia que estavas interessado noutra pessoa, apenas dizias que não. Podias ter-me contado nessa altura. Não contaste. Decidiste manter isso guardado para ti.

Explica-me então, o que é para ti não brincar com sentimentos... porque, para mim, isto é brincar com sentimentos.

Estavas à espera de quê? Estavas à espera de encontrar uma saída fácil. Talvez, se me ignorasses o tempo suficiente eu te esquecesse ou acabasse por achar que não valias o esforço... Talvez tenhas pensado nisso... Mas esqueceste que, nessa tua intenção de não me magoares acabaste por me provoocar uma dor ainda maior e mais duradoura. Passei dias de angústia porque tinha sempre esperança que voltasses a falar comigo. E agora o que sinto é raiva. Desculpa que te diga mas é o que sinto. Raiva por não me teres poupado deste sofrimento.

Quero que tenhas noção de algumas coisas:

- Eu não merecia passar pelo que passei. Merecia sim, que me tivesses dito logo e me poupasses do sofrimento pelo que passei. Isso seria se realmente sentisses ou tivesses sentido algo por mim. Era o mínimo que poderias ter feito.
- Investi tanto em ti e na relação e nunca recebi quase nada em troca. Nunca senti preocupação tua em querer estar comigo, saber como é que eu estava, etc. (Bem, devia de ter desconfiado logo só através desta atitude!)
- Vejo agora que tinhas razão quando disseste que eu merecia alguém melhor que tu. Isto apesar de ainda gostar de ti. Mas sim, só por esta atitude imatura, merecia alguém melhor.
- Tenho mesmo pena que eu tenha chegado a esta conclusão. Mas tu realmente não mereceste o esforço que dediquei em ti.

Preciso de tempo e espaço para te esquecer. Lamento mesmo a tua atitude. Eu não merecia que me tratasses da forma que me trataste.

Se ainda sentes algum carinho ou amizade por mim, respeita o meu pedido. Depois falarei contigo quando me sentir recuperado.
publicado por Arms às 18:18
29 de Março de 2007

Sinto-me baralhado, sem saber onde pôr os pés, o que fazer, dizer. Até pouco tempo namorava, mas pediu-me um tempo. É ridículo! Estou a desabafar com o meu blog! Enfim...

Namorava e pensava estar tudo a correr bem. Mesmo o facto de às vezes me sentir em segundo plano. Tolerava-se. Aos poucos fui dando que não se encontrava bem consigo mesmo e perguntei-lhe se precisava de um tempo para pensar. Disse que sim. Apesar de me ter custado imenso, consenti. Pensei que fosse se sentir melhor para melhor pensar. O que eu não sabia é que eu não aguentaria a situação. Ficava em casa a lamentar-me e a ter pena de mim mesmo. Passava horas atrás de horas à espera de um sms. Mas nada. A minha vida mergulhou-se num caos emocional. Decidi ligar-lhe e dizer que queria terminar, para poder organizar-me. Pois. Foi pior a emenda... O raro que me ligava passou para nunca me ligar. Não me envia sms. Não me diz se está bem, se está mal... se está vivo. Diz que continuemos como amigos mas não sinto interesse da sua parte. Sou eu quem procura marcar cafés. Sou eu quem mete conversa pelo msn. Sou eu que envio sms'.

Diz que quer ficar comigo, que ainda me ama. Mas como pode me amar e desejar ficar comigo e não me mostrar isso? Será pedir demais um pouco de atenção? Um pouco de carinho? Algo que me faça agarrar mais... Sinto que me estou a tornar indiferente, que me estou a afastar. Choro porque amo, mas sofro porque não me sinto amado. Como pode alguém dizer que me ama e mostrar tanto desinteresse? Sinto sempre uma frieza nas suas palavras e, mesmo que não seja a intenção, sinto que não está satisfeito comigo.

Não sei o que faça. Nunca me senti assim, perdido. Estou numa insanidade emocional que me está a afectar.

Serei assim tão egoísta apenas porque peço um pouco de atenção? Eu penso que não sou. Tenho pena. Tenho mesmo muita pena. Mas começo a pensar mesmo seguir em frente se não me disser algo. Tudo porque não vejo interesse sua em lutar por mim, mesmo depois de eu ter dito que lutava por ti.

É com grande sofrimento, ao ponto de sentir o coração enrugado, que vejo que vou ter que dizer um adeus final se isto continuar assim. É pena, porque eu amo-te tanto e tu não lutas por mim.
publicado por Arms às 00:53
27 de Março de 2007

Esta é a situação da tua cabeça: vejo ali guidons de bicicleta, pedais e coisas estranhas que foste juntando de toda parte. Uma cabeça tão pequena... e sem espaço para se viver nela! E esse material inútil fica revolvendo-se na tua cabeça; a tua cabeça fica girando e tramando -- e isso mantém-te ocupado. Imagina só que tipos de pensamentos vão passando pela tua mente...

Um dia, sente-te simplesmente, fecha os olhos, e coloca no papel, durante meia hora, o que quer que passe pela tua mente. Vais compreender o que estou a querer dizer, e ficarás surpreso com o que transita no interior da tua mente. Isso tudo vai ficando nos bastidores, o tempo todo, e acaba envolvendo-te, como uma nuvem. Devido a essa nuvem, tu não consegues distinguir a realidade, não consegues chegar à percepção espiritual. É preciso desfazer-se dela. E apenas com a tua decisão de descartá-la é que ela irá desaparecer. Tu é que estás apegado a ela - a nuvem, por si só, não tem o menor interesse em ti, lembra-te disso.

Isto é o que acontece quando nos esquecemos de que a mente foi feita para servir, e começamos a permitir que ela dirija a nossa vida. A cabeça está cheia de mecanismos, a boca não pára de censurar, e toda a atmosfera em volta fica poluída por essa fábrica de argumentos e de opiniões. "Mas, espere aí!", dirás tu. "A mente é o que nos torna humanos, é a fonte de todo progresso, de todas as grandes verdades!" Se tu acreditas nisso, faz uma experiência: entra no seu quarto, fecha a porta, ligua um gravador, e passe a falar sem restrições o que quer que lhe venha "à mente". Se de fato tu deixares que saia tudo, sem nenhuma censura ou retificação, ficarás espantado de ver a quantidade de tolices que dirás.
publicado por Arms às 21:40

Tolo é quem confia sempre; tolo é quem continua confiando, contrariamente ao que recomendam todas as suas experiências vividas. Você o engana, e ele confia em você; você o engana de novo, e ele continua confiando; você o engana mais uma vez, e ele ainda confia em você. Então você dirá que ele é um tolo, que não aprende. A confiança dele é enorme; é uma confiança tão pura que ninguém consegue corrompê-la.

Seja um tolo no sentido taoísta, no sentido do Zen. Não tente criar uma muralha de conhecimentos em torno de você. Seja qual for a experiência que venha a você, deixe-a acontecer e depois siga em frente, descartando-se dela. Vá limpando sua mente o tempo todo; vá morrendo para o passado, de forma a permanecer no presente, no aqui-agora, como se tivesse acabado de nascer, como se fosse um bebê.

No começo isso será muito difícil. O mundo começará a tirar vantagem de você... deixe que o façam. São uns pobres companheiros. Ainda que trapaceiem com você, que o enganem e roubem, deixe acontecer, porque aquilo que é realmente seu não pode ser roubado, o que realmente lhe pertence ninguém pode tirar de você. E a cada vez que você não permitir que as circunstâncias o corrompam, a oportunidade se transformará em um efeito de integração dentro de você. A sua alma se tornará mais cristalizada.

in Dang Dang Doko Dang - Chapter2, Osho.
publicado por Arms às 21:13

You Are a Pundit Blogger!

Your blog is smart, insightful, and always a quality read.
Truly appreciated by many, surpassed by only a few
What Kind of Blogger Are You?


You Were Born Under:

Full of spunk, you are the original party animal.
You bring fun, activity, and stimulation to any event.
Self-control is not one of your strong points; you have been known to over indulge.
Cheerful and energetic, you can turn the most boring thing into something fun.

You are most compatible with a Rat or Dragon.
What Year Were You Born Under?


Your Birthdate: September 24

You understand people well and are a natural born therapist.
A peacemaker, people always seem to get along when you are around.
You tend to be a father or mother figure to friends, even to those older than you.
You enjoy your role, and you find that you are close to many people.

Your strength: Your devotion

Your weakness: Reliance on others for happiness

Your power color: Lilac

Your power symbol: Heart

Your power month: June
What Does Your Birth Date Mean?


You Are 70% Psychic

You are pretty psychic.
While you aren't Miss Cleo, you've got a little ESP going on.
And although you're sometimes off on your predictions...
You're more often right than wrong
So go with your instincts - you know more than you think
Are You Psychic?


Your Life Path Number is 6

Your purpose in life is to help others

You are very compassionate, and you offer comfort to those around you.
It pains you to see other people hurting, and you do all in your power to help them.
You take on responsibility, and don't mind personal sacrifice. You are the ultimate giver.

In love, you offer warmth and protection to your partner.

You often give too much of yourself, and you rarely put your own needs first.
Emotions tend to rule your decisions too much, especially when it comes to love.
And while taking care of people is great, make sure to give them room to grow on their own.
What Is Your Life Path Number?


You're an Expert Kisser

You're a kissing pro, but it's all about quality and not quantity
You've perfected your kissing technique and can knock anyone's socks off
And you're adaptable, giving each partner what they crave
When it comes down to it, your kisses are truly unforgettable
What Kind of Kisser Are You?
publicado por Arms às 13:44
tags:

Tenho uma sensação constante de que saí de um buraco para me enfiar noutro buraco ainda mais fundo.
publicado por Arms às 12:23
24 de Março de 2007

OK! Devo estar a caminhar para a insanidade. Pus-me a pensar... Como seria assistir a um piloto Inglês a falar Português? Daí, surge-me o Intapês.

Deixo aqui um exemplo de Intapês. Versão original por baixo!

Um amigo bom pode dizer lhe o que é a matéria com você em um minuto. Não pode parecer um amigo tão bom após dizer.
A good friend can tell you what is the matter with you in a minute. He may not seem such a good friend after telling.

O Friendship faz a prosperidade mais brilhar e diminui o adversity dividindo e compartilhando do.
Friendship make prosperity more shining and lessens adversity by dividing and sharing it.

Você pode fazer mais amigos em dois meses tornando-se interessado nos povos do que você pode em dois anos tentando começar outros povos interessados em você.
You can make more friends in two months by becoming interested in other people than you can in two years by trying to get other people interested in you.

Quando o caráter de um homem não estiver desobstruído a você, olhe seus amigos.
When the character of a man is not clear to you, look at his friends.

Nunca recuse todo o avanço do friendship, para se nove fora de dez não lhe trouxerem nada, um sozinho pode reembolsá-lo.
Never refuse any advance of friendship, for if nine out of ten bring you nothing, one alone may repay you.

Atravesse seu livro de telefone, chame povos e peça que dirijam-no ao aeroporto. Esses que o dirigirão são seus amigos verdadeiros. O descanso não é pessoa mau; são conhecimentos justos.
Go through your phone book, call people and ask them to drive you to the airport. The ones who will drive you are your true friends. The rest aren't bad people; they're just acquaintances.
publicado por Arms às 23:59

Devem estar intrigados com o título deste post. Alguma vez andaram de avião nas linhas aéreas da TAP? Já ouviram com atenção aos pilotos a falarem Inglês? Pois bem, aí têm o exemplo vivo de Tapês!

Tapês - s.m., língua oficial dos pilotos da TAP (Transportes Aéreos de Portugal). Resulta de uma mistura do Inglês com o Português e mais influências ainda obscuras.

A seguir coloco algumas citações em Tapês! A tradução está por baixo da citação!

It does not have friends, but it has friendship moments.
"Não há amigos, apenas há momentos de amizade"

The men buy everything in the store soon… But as it does not have store of friends, the men do not have friends
"Os homens compram tudo pronto nas lojas... Mas como não há lojas de amigos, os homens não têm amigos"

When my friends are vesgos, eye them of profile
"Quando os meus amigos são vesgos, olho-os de perfil"

It does not have sadder solitude of what of the man without friendships. The lack of friends makes that the world seems a desert
"Não há solidão mais triste do que a do homem sem amizades. A falta de amigos faz com que o mundo pareça um deserto"
publicado por Arms às 22:11

Tu me manques!
publicado por Arms às 00:12
23 de Março de 2007




Apresento-vos o meu primeiro cartaz a sair em público.
OK! Não é um cartaz assim todo fantástico, mas não me interessa. É o meu primeiro trabalho de design a ter exposição em público!

A seguir vai o cartaz do ciclo de cinema!

Espero que gostem!
Posted by Picasa
publicado por Arms às 16:25
mais sobre mim
Prémios
Image Hosted by ImageShack.us
By Eu... Gay... e o meu Mundo
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Felizes Juntos (2009).
quote: o traço bonito e elegante reflectido no ímpeto neutralizado dos dias
By Felizes Juntos (2008)
quote: bom gosto e traço bonito e elegante.


últ. comentários
Que texto! Que texto! Sou solteiro por opção e que...
Olha eu estou exatamente igual.. Não me conseguiri...
Olá Arms!Há quanto tempo! Não tenho acompanhado es...
aqui ha dias vi te a subir a rua do sol ao rato.j...
Bem fixe isto. Nos extremos há coisas que nem sabe...
se estiver interessado/a num novo template para o ...
Sim, concordo.Mas acima de tudo, mais intervenção ...
Silêncio a mais... nessas viagens todas não há int...
Bom regresso à blogosfera
Concordo com o que dizes, tambem sou solteiro e as...
subscrever feeds
blogs SAPO
Março 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
25
26
28
31
pesquisar neste blog