31 de Outubro de 2007

O problema de saltitar de blog em blog é que vamos parar em blogues que nos são completamente surreais.

O lado positivo é se descobres que alguém tem o teu blog linkado ao dele(dela) e excertos daquilo que escreveste há tempos... Ficas a pensar em algo como: "Fo**-se! Afinal até que sou minimamente interessante!"
publicado por Arms às 23:35

Há dias eu e um amigo meu estivemos a lançar perguntas um ao outro de um livro chamado "O livro das perguntas". Agora lanço-vos algumas perguntas. Apenas porque tenho curiosidade... Responderei às perguntas também...

1) Gostaria de saber a data exacta da sua morte?
Não. Detestaria saber. Para mim é a diferença entre até saber que tenho prazo de validade e saber qual é o meu prazo de validade. Acho que entraria em stress por saber que o dia D se aproxima. Dia após dia, um passo mais perto do fim. E saber que me faltam 'x' dias para o limite. Não obrigado. Prefiro viver na ilusão de que vou durar muito tempo.
2) Que importância terá para a sua vida saber o dia que vai morrer?
Toda! O facto de saber a data exacta irá fazer com que eu viva em função desse dia. Toda a minha vida estaria organizada de forma a usufruir do tempo que cá estaria antes do fim. Que stress! Faria tudo para não desperdiçar tempo - que, confesso, é algo que gosto bastante de fazer!
3) Será o quotidiano vivido mais intensamente se tivermos consciência de que a morte poderá chegar a qualquer instante?
Não! São formas diferentes de se viver. A intensidade não é definida por saber ou não quando se morre. Mas por saber ou não como se vive. A única diferença é tentar fazer muita coisa ao mesmo tempo quando se sabe a data da morte. Aí não se vive intensamente, mas vive-se intensivamente. É diferente.
4) E se não pensarmos muito no assunto?
Continuamos a viver... Se não se pensa no assunto, vive-se normalmente.
5) Se soubesse que alguém estiver prestes a morrer, revelar-lhe-ia a verdade ou não?
Pergunta difícil. Sabemos sempre as respostas quando elas se referem a nós mesmos. Não sei se contava, provavelmente não. Talvez faria de forma a aproveitar ao máximo quando estivesse com ele. O que acaba por ser ridículo, mas só pensamos em aproveitar ao máximo quando sabemos que existe uma data limite e que a data é aquela. Esta pergunta faz-me pensar em mudar algumas atitudes perante os meus amigos.
6) Quantos anos de vida acha que ainda vai ter?
Espero que tenha, pelo menos, mais 74 anos, para chegar aos 101 e ver a minha melhor amiga fazer 100 anos. Ficou prometido. O mais provável é chegar aos 74 e bater as botas, mas espero ter bastantes anos pela frente!
publicado por Arms às 21:44



Uma das minhas cenas preferidas no filme Eternal Sunshine of the Spotless Mind (O Despertar da Mente). O clímax do filme. Por esta altura já tinha chorado duas ou três vezes!



E aqui algumas cenas com a música que mais gostei do filme.
publicado por Arms às 20:52

Ele prepara-se para se deitar. Despe-se como sempre fez. E, como sempre, olha para a cama, vazia, fria decerto, enquanto veste um t-shirt. Sai do quarto e segue para a casa de banho. Escova os dentes. Quando volta para o quarto, vazio e frio, sentindo que o tempo rasteja ouve o telemóvel tocar. Uma mensagem. Dirige-se para o telemóvel, movendo-se como se estivesse debaixo de água. Esforçando-se par não sentir a sua solidão. Lê a mensagem e sorri. E deita-se sorrindo.

Era um engano. Mas um engano feliz. E a mensagem dizia: "Sou um admirador da tua beleza!"
publicado por Arms às 01:47
30 de Outubro de 2007

Sou: apenas um simples rapaz que anda à procura do seu lugar no mundo e na vida.
Quero: ser simplesmente eu até ao resto dos meus dias.
Tenho: a mania que a minha vida não vale nada e que não tenho valor. Mas ando a tratar disso!
Detesto: injustiças, mentiras, maldades e que tratem mal as pessoas que amo. O sofrimento. A solidão.
Sinto falta: de me entregar.
Tenho medo: de um dia perder as minhas memórias e a minha identidade.
Ouço: um silêncio acolhedor.
Procuro: os braços que me acolherão um dia e a casa que me protegerá.
Questiono-me: acerca de tudo.
Lamento: nada. O que fiz ou não fiz, teve sentido na altura, logo, nada há para lamentar.
Amo: todos os que merecem o meu amor.
Não sou: de desistir dos meus sonhos, apesar de, às vezes, dar a entender que desisti.
Danço: todas as manhãs ao som de Goldfrapp.
Canto: desafinadamente.
Choro: sem saber porquê e sem conseguir controlar.
Nem sempre sou: uma pessoa paciente.
Escrevo: o que me der na real gana!
Ganho: sempre um bocadito mais a cada passo que dou.
Perco: sempre um pequeno pedaço do meu coração a cada passo que dou.
Confundo: tudo e mais alguma coisa.
Preciso: de realizar os meus sonhos, um a um. Aos poucos, para não dar bronca!
Devia: de me soltar mais.
O meu pai acha que sou: alguém que não lhe chega aos calcanhares.
A minha mãe acha que sou: alguém que ultrapassou o meu pai há muito tempo.
3 elogios regulares: simpático, fofo e giro.
Fico envergonhado quando: me fazem elogios.
O que me chateia: dizerem uma coisa e depois desmentirem e rematarem com um: "não foi isso que eu disse!"
Tenho um diário: não.
Tenho um blog: tenho vários.
Gosto de cozinhar: para os meus amigos.
Um segredo que não partilho com ninguém: se contar, deixa de ser um segredo que não partilho, certo?
Estou apaixonado: pela vida.
O relógio está adiantado: zero minutos... Já o tive atrasado cinco minutos, mas como chegava sempre cinco minutos antes, ainda que saísse atrasado de casa, desisti de tocar no relógio.
Roer as unhas: quando estou nervoso. Mas trato de as cortar e limar logo a seguir.
Acredito no amor: sim.
A pessoa mais estranha que conheço: eu mesmo?
A pessoa que mais alto fala: é a pessoa que pior ouve.
A pessoa mais sexy que conheço: destruiu o meu coração.
O meu melhor amigo/a: a Catarina. Não existe melhor amiga que ela... Se eu fosse hetero ela seria a minha namorada.
A pessoa que melhor me conhece: a Catarina. Já lhe confessei segredos que ninguém sabe.
A minha paixoneta: tive uma no liceu... mas passou.
Professor mais seca: tive alguns. Felizmente muitos deles eram excelentes. Que posso dizer? Tive sorte!
A tua frase mais repetida no msn: deve ser o LOL... ou então o "então? que se passou?"
Ultimo pensamento antes de dormir: geralmente são pensamentos que começam nos problemas diários e acabam em "não acredito que vou ter que me levantar para comer qualquer coisa!"
Melhor qualidade: carinho.
Piada preferida: as ironias da vida dão sempre cabo de mim.
Tomo banho todos os dias: sim.
Sei o que é estar apaixonad@: acredito que sim...
Quero casar: no sentido metafórico, sim. Ou seja, dividir casa, vida e o resto.

Gostavas de/ Tens ...Tatuagens? Onde?: Não tenho, mas confesso que gostaria de ter um pequeno lagarto tatuado na parte lateral do tórax. Mas o mais provável é não o fazer...
Piercings? Onde?: em lado nenhum.
Vomito quando ando de carro: só se estiver a rebolar ou aos pinotes... e mesmo assim...

Hipocondríaco? não. Antes pelo contrário...
Gosto de trovoada: sim. Ajuda-me a relaxar.
Signo: Balança
Cor do Cabelo natural: castanho escuro
Cor do cabelo actualmente: o mesmo castanho de sempre.
Cor dos olhos: castanhos.
Local de Nascimento: Benoni, África do Sul.

Nas últimas 24h...
Choraste?
Sim.
Ajudaste alguém? Sim.
Compraste alguma coisa? Um café.
Ficaste doente? Não.
Foste ao cinema? Qual foi o filme? O que achaste? Sim. Resident Evil 3 - Extintion. Muitos efeitos Photoshop na cara da Mila e muitos zombies. Gostei da acção e dos sustos que levei. Não gostei do facto de todos os rapazes bonitos morrerem.
Saiste para jantar? Sim.
Disseste "Amo-te"? Não.
Escreveste uma carta? Não.
Falaste com um ex? Não..
Sentiste falta de alguém? Sinto sempre falta de alguém.

Nove coisas que odeias...
1. o cócó dos cães no meio das passadeiras.
2. que as pessoas me batem com o ombro quando passam por mim.
3. que me digam que eu não sei do que falo.
4. que me ignorem de propósito.
5. que gozem comigo ou com quem amo.
6. pessoas que partem do princípio que, por eu ser quem sou, tenho que ser como todos os outros.
7. pessoas que se achem superiores.
8. que me julguem pelo físico.
9. que se metam na minha vida.

Alguma vez...
Comerias um insecto? Já comi formigas banhadas em chocolate... É uma iguaria na África do Sul.
Farias Bungee Jump? Nunca. Teria um ataque cardíaco antes de sequer saltar. Tenho fobia a alturas.
Matarias alguém? Não. E espero nunca ter que me confrontar com essa situação.
Saltavas de pára-quedas de um avião? Ai... nem que me pagassem dois meses de ordenado do Bill Gates... Fobia a alturas, hello!!
Tornavas-te vegetariano? Tentei uma vez. Não consegui. Sou capaz de comer pratos vegetarianos, mas tornar-me vegetariano não.
Cantarias karaoke? Só depois de distribuir tampões para os ouvidos do pessoal todo. Não tenho voz para cantar.
Pintavas o cabelo de azul? Hum... Já o pintei (e tudo ao mesmo tempo) de verde, vermelho, amarelo, dourado e azul... Mas não o faria neste momento da minha vida, não!
Serias um sobrevivente? Eu vivo uma vida em que, às vezes, não tenho comida a partir do dia 15 do mês. Eu SOU um sobrevivente...
Usarias maquilhagem? Já usei em algumas peças de teatro. Mas só usaria como expressão artística.
Farias alguém chorar? Sim. Era capaz de fazer alguém chorar. Soa mal dizer isto, mas estaria a iludir-me se dissesse que nunca faria ninguém chorar. A verdade é que não sabes o dia de amanhã.
Baterias num bébé? Não.
Sairias com alguém 10 anos mais velho que tu? Já saí sim. Não repetiria, no entanto.
publicado por Arms às 22:36
tags:

Eu hoje acordei para uma realidade! OK! Não a realidade mas uma realidade! Andava aqui todo lamechas e tal (o que vocês aturam da minha parte. Nem sei como aguentam!), achando que o problema da minha vida era eu. Mas não, afinal o problema não sou eu... é a minha vida! Apercebi-me que a minha vida está numa fase emo! Sim, leram bem. A minha vida está numa fase emo! LOL! Vejamos os factos:

  1. Trabalho num local onde a minha farda é preta. Dos pés à cabeça! E este parece ser o sinal mais óbvio.
  2. Os meus amigos estão ocupados e/ou ausentes.
  3. Não há interesse amoroso no horizonte. É tudo amores platónicos irritantes que duram nada mais que 3,4 segundos. Alguns duram uns minutitos, mas passa!
  4. Não tenho o cabelo a tapar os olhos (ainda tenho bom gosto em termos de trunfa!) mas ando meio ceguito.
  5. Não ouço música que roce a emosice, excepto no trabalho. O que, na realidade, acaba por entranhar um bocado.
Sim, a minha vida encaminhou-se para a emosice. Vou ver se arranjo algo para erradicar isto. Talvez vá com Cilit Bang ou Raid!!

Nota: Em termos de bloguing, anuncio que o post anterior foi o post número 900! Isto é pleno sinal de que preciso de arranjar uma vida exterior - não vá a emosice entranhar mais um bocado. É que, com os efeitos Emo, todo o cuidado é pouco!
publicado por Arms às 10:04

[Quote] TETO TEM LIMITE

Todo mundo que tem uma vida sexual ativa e movimentada, ou simplesmente só ativa, sabe o quanto é bom tudo que envolve uma boa noite de intensa atividade. E quando essa noite rola, o bom mesmo é não ligar pra ninguém, fazer o que se tiver vontade, sem regras, sem padrões e sem vergonha, sempre com muita responsabilidade. Se alguém escutar alguma coisa dane-se, se a janela estiver um pouquinho aberta também dane-se, se alguém começar a se divertir a suas custas, ahhhh... pense que você está se divertindo muito mais, certo?
Certíssimo, quando se trata de uma noite de sexo selvagem aqui e outra alí, mas não quando o casal resolve por em prática as mil e uma noites do Kama Sutra. Digo isso, porque não aguento mais ser acordado quatro a cinco vezes por semana com o lustre do meu quarto balançando, gemidos altos e os toc-toc's repetidos vindos do teto. E quando tudo isso parece terminar, ainda vem uns gritos mais altos ainda de "ahhhhhhhhhhhhhhhgh meu Deus".
Será que eles acham que ninguém escuta? A sonoplastia é perfeita! O designer de som devia ser premiado com o próximo Oscar do cinema pornô. Eles deviam gravar se tem tanto orgulho disso! Gravar e colocar no youtube, como a Cicarelli fez.
O pior é que fico um pouco mal humorado quando sou acordado, imaginem então quando rola uma invejinha. Tenho vontade de passar a mão no interfone e ligar lá, de dar vassouradas no teto, mas tenho medo de parecer a bruxa, sendo que já moro no 71. Sim, porque quando se pensa em tomar uma atitude pra reprimir, é preciso arcar com as consequências e é isso que eu temo, sendo o morador novo do prédio. Morro de medo de ficar visto como aquele que está se corroendo de inveja porque não tem isso em casa... Aí pra saír de uma desse estígma, só se gravando no ato e jogando no cirquito interno de tv do condomínio. E eu não pretendo fazer isso tão cedo.
Tenho pensado ultimamente em concorrer com eles, mas para isso minha agenda de telefones vai precisar pelo menos dobrar de tamanho, e eu ainda vou ter que esquecer o passado e superar tudo que eu já passei na mão de certas pessoas, sim porque vai ser necessário repetir figurinhas. Foi assim que, de uma semana pra cá, decidi que vou apenas fingir que concorro com eles, vou baixar uns pornozinhos pesados, comprar uns apetrechos de percussão e umas caixas de som super-ultra-blaster potentes e mandar ver no gemido abafado, e nas puladas na cama. Me recuso a perder essa sendo taxado de careta invejoso e reprimido. Na pior das hipóteses, quando eu encontrar no elevador com o pessoal do 81, eles vão pensar que ainda existe gente à altura para uma competição. [Un-Quote]

in, Que parte você perdeu?.
publicado por Arms às 09:53

Como me identifico com este post, do blog .

-.-'
publicado por Arms às 08:57
29 de Outubro de 2007

Como será o café de cada signo? Como pedirão café? O que acompanhará o café de cada signo?
Respostas em baixo, com o típico humor de sempre.

Carneiro: Tem que ser o primeiro da fila, senão perde a (pouca ou nenhuma) paciência que tem e vai para outro lado. Tem que ser também o primeiro a sair. Um café italiana, bem curta, dupla, bem forte, sem açúcar. É beber um golo e o Carneiro está porta fora! Não há tempo a perder.
Touro: Capuccino. A simplicidade da Terra envolvida na luxúria das natas, com bastante açúcar, acompanhado de um chocolate. Se der, paga-se com um vale de desconto.
Gémeos: Sempre com duas opiniões (e mais que preparado a partilhá-las), o Gémeos bebe a meia de leite - metade café, metade leite. Telefona ao café a pedir, entra a correr e aproveita para pedir para o amigo. Senta no café durante horas a comentar coisas e coisas e a falar sobre todos os assuntos que se lembra. Sai quando tem fome ou quando o café fecha.
Caranguejo: Caranguejo prefere ficar em casa a beber um chocolate quente ou um café feito nas máquinas de café com filtro (oferecido pela mãe), com bastante leite, rodeado pelos familiares e amigos e a caneca da sua infância acompanhado de umas bolachinhas.
Leão: Apresentação é essencial. Bebe um macchiato, numa chávena imaculada (de preferência com dourados). Têm que o trazer à mesa enquanto ele se senta na cabeceira juntamente com os seus admiradores.
Virgem
: Precisão é o caminho: Virgem prefere um café americano. Mais água que café. Mas nada de café feito em casa. num copo branco, esterilizado e de plantação orgânica - é melhor para a digestão. Uma bebida rápida, limpar os lábios no guardanapo e voltar ao trabalho.
Balança: Balança quer um copo de porcelana, de café com leite, com bastante açúcar, chocolate para acompanhar. E um para o meu acompanhante, obrigado querida!
Escorpião: Escorpião opta sempre pela sensualidade de um garoto - quase nem sentes o sabor do café, misterioso, quase ausente. Subtileza acima de tudo. Ou então, dependendo do humor, um café forte, sem açúcar e senta-se no canto do café onde pode observar toda a gente sem ser observado.
Sagitário: Um café exótico. Tipo o Café da ilha de Java ou da ilha de Kona, no Havai. Servido numa chávena com motivos decorativos. Sentadinho num sofá a ler uma revista de vida selvagem.
Capricórnio: Capricórnio prefere a básica e eficiente bica. Nada de coisinhas extra. Simples, com ou sem açúcar. E senta-se sozinho no café, olhando sempre para o relógio para não chegar atrasado ao trabalho.
Aquário: Um chá orgânico de framboesa é uma alternativa refrescante para o Aquário. Transcende as fronteiras da sociedade moderna, afirmando que cafeína é desnecessária. Além do mais, dá um ar assim neo-trendy e nipónico-new age! Sempre à frente das tendências...
Peixes: Peixes distraiu-se pelo caminho, na florista ao lado e esquece-se que ia beber café. Mas, quando se lembra de que vai ao café, pede um chá oriental qualquer porque esquece-se de que queria um café expresso. Não importa! Um dia o chá irá substituir o café. Onde ouvi isto?

publicado por Arms às 13:53

Ele: Deus te pague, Armindo. Pelo cigarro que me irás entregar a seguir.
(Entrego o cigarro ao gerente)
Ele: Que tenhas um ano de bom sexo por cada cigarro que me deste. (Dei 3!)
Eu: Olha F. Se quiseres ainda tenho o maço cheio. (Cada maço leva 20 cigarros!)
publicado por Arms às 00:03
mais sobre mim
Prémios
Image Hosted by ImageShack.us
By Eu... Gay... e o meu Mundo
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Felizes Juntos (2009).
quote: o traço bonito e elegante reflectido no ímpeto neutralizado dos dias
By Felizes Juntos (2008)
quote: bom gosto e traço bonito e elegante.


últ. comentários
Olha eu estou exatamente igual.. Não me conseguiri...
Olá Arms!Há quanto tempo! Não tenho acompanhado es...
aqui ha dias vi te a subir a rua do sol ao rato.j...
Bem fixe isto. Nos extremos há coisas que nem sabe...
se estiver interessado/a num novo template para o ...
Sim, concordo.Mas acima de tudo, mais intervenção ...
Silêncio a mais... nessas viagens todas não há int...
Bom regresso à blogosfera
Concordo com o que dizes, tambem sou solteiro e as...
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou ...
subscrever feeds
blogs SAPO
Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
16
28
pesquisar neste blog