08 de Janeiro de 2008

(Um texto que tinha oferecido a outro blog mas que, de alguma forma, nunca veio aqui parar.)

Hoje é uma daquelas noites em que podia ser um qualquer Domingo chuvoso ou um Sábado estrelado. É que hoje parece bastar um pouco de céu. Deitado sobre a relva apreciando esta brisa fresca, neste final de Verão - com ameaças de um Outono que tarda a chegar - penso mais uma vez nas coisas que nego sempre pensar. O que implica pensar em ti.
Lembro-me do teu riso, do teu olhar, das covinhas no canto da tua boca quando sorris.
Lembro-me de como me agarravas, como nos beijávamos, como nos zangávamos e como fazíamos as pazes.
Lembro-me da primeira vez, da última vez e de todas as vezes.
Lembro-me de ti.
E já me iludi, já me enganei e já me magoei. Até já me neguei de me ter iludido, enganado e magoado. Tudo. Mas volto sempre, de alguma forma, àquele momento. Àquela estação, àquela hora e ao teu eterno silêncio. Sem uma única palavra e um olhar colado ao chão, despediste-te de mim. E fiquei preso naquele momento, tentando sobreviver, tentando renascer. Sem ti.
Mas ainda te procurei. Em sonhos e pensamentos, nos cabelos e olhos dos outros, nos cheiros e texturas da pele dos outros, nos seus sorrisos e nas suas mãos. Procurei o teu riso, o teu olhar, o cheiro do teu perfume, a textura da tua pele, a segurança dos teus abraços, o sabor dos teus lábios, os teus sinais, aquele sinal, o sabor do teu beijo.
Procurei um pouco de ti em todos.
Procurei o que sentia ao teu lado. Mas não encontrei.

Hoje é a primeira vez que não me lembrei do teu riso, do teu olhar e das covinhas do teu sorriso. Hoje foi a primeira vez que não me lembrei de ti. E, neste lento amanhecer, eu próprio renasci e hoje estes são os meus primeiros passos.
publicado por Arms às 23:09
tags:

O frio que sinto cá fora não se compara ao frio que sinto cá dentro, enquanto o som das minhas pegadas caminham solitárias atrás de mim. Encolhido sobre mim mesmo para me proteger do frio que sinto cá fora, penso naquilo que fiz ou faço para me proteger do frio que sinto cá dentro. Às vezes a dor da perda não é o pior de tudo. Às vezes o que dói mais é mesmo o não conseguir re-acender a chama cá dentro. Eliminar o frio. E o frio começa a entrar e a congelar tudo. Tenho estalactites pendurados no meu coração que ferem e cravam e mutilam-me. Pontas afiadas cravadas dentro de mim que me fazem lembrar constantemente aquilo que, de alguma forma, não consigo ter. E não consigo perceber porquê. Foste esquecido. Deixaste uma cicatriz. Não o nego. Nunca o neguei. A cicatriz nunca foi totalmente cicatrizada. Também nunca neguei isso. Mas estou pronto para avançar e retomar a minha vida. Talvez se estivesse pronto para retomar a minha vida não estaria a pensar nisso, estaria demasiado ocupado a tratar dela. Mas não consigo e não sei o que me falta. Algo me prende ainda a ti. Há sempre algo que me faz lembrar de ti, de alguma forma. E, de alguma forma, lembro-me de ti quando nem sequer vejo algo que me lembre de ti.

São as tuas pegadas que ouço atrás de mim. A memória de ti. Ainda não me esqueci do som das tuas pegadas.
publicado por Arms às 22:45
tags:

<--- Estás a ver ali o "Mood swing"?

<--- Estás a ver ali a música "Soul Bossa Nova"?

Mete a música a tocar e diverte-te com o boneco...

Well, I like it!

=D
publicado por Arms às 13:59

Argh! Mudar isto aqui que isto anda demasiado deprimente.
publicado por Arms às 12:17
mais sobre mim
Prémios
Image Hosted by ImageShack.us
By Eu... Gay... e o meu Mundo
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Felizes Juntos (2009).
quote: o traço bonito e elegante reflectido no ímpeto neutralizado dos dias
By Felizes Juntos (2008)
quote: bom gosto e traço bonito e elegante.


últ. comentários
Que texto! Que texto! Sou solteiro por opção e que...
Olha eu estou exatamente igual.. Não me conseguiri...
Olá Arms!Há quanto tempo! Não tenho acompanhado es...
aqui ha dias vi te a subir a rua do sol ao rato.j...
Bem fixe isto. Nos extremos há coisas que nem sabe...
se estiver interessado/a num novo template para o ...
Sim, concordo.Mas acima de tudo, mais intervenção ...
Silêncio a mais... nessas viagens todas não há int...
Bom regresso à blogosfera
Concordo com o que dizes, tambem sou solteiro e as...
subscrever feeds
blogs SAPO
Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
17
18
20
21
23
25
26
28
pesquisar neste blog