29 de Setembro de 2008

Gaja - Porque é que há pessoas parvas?
Gajo - Porque isso constitui um direito constitucional deles em serem parvos e espalharem a sua parvoíce. Porque, na lei está, no artigo primeiro, que todos temos direito a liberdade de consciência. E eles são livres de serem parvos.

E eu penso para comigo... O rapaz saberá dar respostas simples? Isto porque, na hora que estive no café, as respostas do gajo eram sempre tão complexas e completamente irreais.

Hey... Quando o meu sobrinho entrar na idade dos porquês, já sei quem contactar. :)
publicado por Arms às 12:27
26 de Setembro de 2008

O problema de algumas datas é que têm tendência a repetirem-se todos os anos.
publicado por Arms às 01:35

Hoje fui com um amigo comprar umas alianças. Quis fazer uma surpresa ao namorado. Não entendo as relações de alguns gays... Comprar uma aliança de namoro passado dois meses. Não que esteja a criticar. Apenas acho cedo demais.

Mas, também, sou conhecido por ser daqueles que leva tempo. O mundo viaja a uma velocidade que não é a minha talvez.
publicado por Arms às 01:32
24 de Setembro de 2008

O vinte e oito (28) é o número natural que segue o 27 e precede o 29.

O 28 é um número composto, que tem os seguintes factores próprios: 1, 2, 4, 7 e 14. Como a soma dos seus factores é 28, trata-se de um número perfeito.

O 28 é o sétimo número triangular, depois do 21 e antes do 36.

O mês Lunar dura 28 dias.

Saturno leva 28 anos a dar a volta ao Sol. Isto significa que, às 8 da manhã, Saturno está no ponto exacto em que estava quando eu nasci. Presumo que com mais quilómetro, menos quilómetro.

Na Numerologia Hebraica, o número 28 corresponde à palavra koakh, que significa "poder," "energia."

O número de letras no alfabeto árabe e esperanto.

O número de dominós numa caixa de dominós.

O número de palavras na página da Google.

A minha idade a partir de hoje.

=)

P.S.: Gostei da parte do 'poder' e 'energia'. Vamos ver como corre este ano...

publicado por Arms às 00:25
20 de Setembro de 2008

O segredo é respirar!
publicado por Arms às 08:06
19 de Setembro de 2008

Mais cinco dias. Cinco dias apenas, e terei feito as seguintes coisas.

- Completo mais uma volta ao Sol (com a ajuda deste planeta);
- Substituí 98% dos átomos do meu corpo, tornando-o literalmente muito mais novo do que eu.
- Terei piscado os olhos cerca de 9125000 vezes.
- Terei tido por volta de 1460 sonhos.
- Já dormi por volta de 81760 horas, ou 224 dias.
- O meu coração já bateu 1036 milhões de vezes.

Tudo isto daqui a cinco dias, quando completar mais um aniversário.

E eu que pensava que não tenho andado ocupado..

(É madrugada para mim por isso não dei atenção nenhuma a tempos verbais. Por isso dêem-me um desconto.)
publicado por Arms às 09:21
16 de Setembro de 2008

Todos dizem a mesma coisa. Promessa vãs de um possível futuro mais claro e melhor. Mas tudo o que consigo ver é uma grande nada. É realmente triste, chegar a um ponto em que não se tem esperanças nem expectativas. Quando se perde todo o brilho nos olhos e se torna neste triste, oca e insignificante carcaça. (OK! Being really dramatic right now!) Mas esta sensação claustrofóbica de isolação, de solidão, a prensar sobre mim, dia após dia, em camadas, como placas metálicas de decepção, tristeza, pena de mim mesmo, depressão e pessimismo. Toneladas de placas sobre a minha cabeça. (Risos.) Nunca pensei chegar a este ponto. Nunca pensei que a minha vida seria assim. Tanto potencial. Tanta força de vontade. Tantos planos e tantos sonhos. Humf! Tudo... Tudo isso perdido por causa de um pequeno erro, que parecia ser uma grande conquista. Gawd! Devo estar mesmo um trapo emocionalmente. O mais ridículo é que sempre fui o oposto do que sou. Tão triste... Até alguns amigos me evitam. Quem poderá censurá-los? Até eu tenho dificuldades em aturar-me por vezes...

E esta solidão. Esta carência afectiva. é realmente tão frustrante quando recebo novidades de amigos que encontram alguém e iniciam namoros e eu fico ali, à espera, sentindo pena de mim mesmo como se isso servisse de consolo. Imaginam o quanto é frustrante as pessoas dizerem-te que és uma pessoa fantástica e que serias ideal e continuas ali como que à espera de alguém, que nunca aparece? É frustrante. Deprimente. Gawd! Até pareço um potencial suicida a falar. Nem isso sou capaz de fazer, de tão letárgico que estou... Parece que estou por ali, à espera do dia do juízo final. Completamente entregue à minha mediocridade, lamentando a minha insignificância.

Nunca pensei. Realmente nunca imaginei que pudesse estar tão perdido e sozinho como tenho andado. Como alguém disse, algures não sei onde: "Maldita maturidade!" Realmente. E o que me lixa nisto tudo é que tenho mesmo a noção de que ando literalmente a desperdiçar os meus anos e não consigo fazer absolutamente nada para mudar. Fico ali apenas.

Nunca pensei dizer isto mas parece-me que estou a precisar de apoio profissional. Isto está a ir para além do meu controlo...
publicado por Arms às 13:03
12 de Setembro de 2008

As pessoas deixaram de ser originais. As conversas são as mesmas. As preocupações são as mesmas. A inteligência é a mesma. As expectativas são as mesmas. Boring, boring, boring...

E ainda admiram-se pelo facto de eu ainda estar sozinho...

Sempre que conheço alguém e sempre que alguém se aproxima com intenções de me surpreender, já consigo antecipar toda a conversa que só conseguem me surpreender pela sua mediocridade. E fico ali a ouvir: "blá, blá, blá, és tão giro, blá, blá, blá, vi-te dali do fundo e pensei ter morrido e ido parar ao céu, blé, blé, blá, whiskers saquetas..."

Vá! Pelo menos esforçam-se. Dá para entreter como os filmes de Sábado à tarde.
publicado por Arms às 00:51
09 de Setembro de 2008

Adoro quando as pessoas partem do princípio que sou alguém que não sou. Dão-me uma boa oportunidade para surpreendê-los ao revelar o meu verdadeiro eu... ou desiludi-los. Seja como for, adoro quando tiram conclusões acerca da minha pessoa. Demonstra o quão mal me conhecem.
publicado por Arms às 22:23
07 de Setembro de 2008

A vida é como os puzzles.

Em criancinhas os puzzles têm pouquíssimas peças, encaixam de uma maneira, são coloridas para serem distinguidas umas das outras e, no fim formam uma imagem.

Em crianças, os puzzles já têm mais peças, mas continuam simples de se montar, apesar de já se encaixarem de mais formas.

Em adolescentes os puzzles complicam-se. Encontram-se as primeiras caixas de 100 a 500 peças. São puzzles demorados, complicados e stressantes. E nós, como sempre, começamos sempre de fora, a fazer a moldura e depois vamos indo para o centro. Muitas vezes apetece desistir e, algumas vezes desistimos mesmos, completando os puzzles só depois, em adultos.

Em adultos, os puzzles são terríveis. Há-os em 3D, com duas faces, com formas estranhíssimas, a preto e branco, etc. São de loucos para completar e erramos vezes sem conta. Passamos imenso tempo de volta do mesmo para chegarmos a meio e apercebermos que nos tínhamos enganado e voltamos atrás. Mas, quando completamos os puzzles, a sensação de satisfação é intensa. Aquele sorriso escapanos.

Em idosos, os puzzles são dominós e peças de xadrez. Olhamos para os puzzles que completámos nas nossas vidas e rimos-nos do facto de termos sido uns idiotas chapadosem termos stressado com cada um deles. Mas só nessa altura é que nos apercebemos que os diferentes puzzles eram, afinal, peças do puzzle final.

(Algo em que me lembrei...)
mais sobre mim
Prémios
Image Hosted by ImageShack.us
By Eu... Gay... e o meu Mundo
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Felizes Juntos (2009).
quote: o traço bonito e elegante reflectido no ímpeto neutralizado dos dias
By Felizes Juntos (2008)
quote: bom gosto e traço bonito e elegante.


últ. comentários
Que texto! Que texto! Sou solteiro por opção e que...
Olha eu estou exatamente igual.. Não me conseguiri...
Olá Arms!Há quanto tempo! Não tenho acompanhado es...
aqui ha dias vi te a subir a rua do sol ao rato.j...
Bem fixe isto. Nos extremos há coisas que nem sabe...
se estiver interessado/a num novo template para o ...
Sim, concordo.Mas acima de tudo, mais intervenção ...
Silêncio a mais... nessas viagens todas não há int...
Bom regresso à blogosfera
Concordo com o que dizes, tambem sou solteiro e as...
subscrever feeds
blogs SAPO
Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
17
18
21
22
23
25
27
28
30
pesquisar neste blog