23 de Setembro de 2009

Pois é! Já começou a contagem decrescente final... Amanhã faço 29 anos!

 

Ora bolas! Ainda me lembro de ter feito os vinte e oito como se tivessem sido ontem! O que aconteceu desde então?

 

- Mudei de casa. 

- Mudei de emprego.

- Conheci novas pessoas.

- Algumas pessoas deixaram de falar comigo. Agradeci algumas dessas por terem feito isso. Tive pena que as outras se tivessem afastado.

- Eu deixei de falar com algumas pessoas. 

- Engordei finalmente os quilos que me faltavam.

- Descobri novas coisas. Algumas delas preferia não ter descoberto...

- Tornei-me mais confiante em algumas coisas. Noutras continuo inseguro. 

- As pessoas continuam a dar-me 24, 25 anos. Confesso que já achei mais piada porque as pessoas não me levam a sério. Torna-se um bocado complicado quando se tem cara e corpo de adolescente ou jovem adulto.

 

O que não aconteceu desde então?

 

- Não me tornei rico, poderoso e dono de um país do terceiro mundo... apesar de ter jogado três vezes no Euro-milhões!

- Não fui para os Estados Unidos estudar. Agora que penso nisso, nem fui estudar sequer.

- Não consegui trabalho como ilustrador ou desenhador, whatever. Isto apesar de ter enviado 500 milhões de portfolios o ano inteiro. O que me surpreende porque eu já deveria de ter tido alguma resposta. Pelo lado positivo, aprendi a aceitar um "não" sem me sentir mal. Por isso, já deve ter valido para alguma coisa!

- Não encontrei alguém especial com quem possa ter um relacionamento sério e duradouro... e estou seriamente a considerar em comprar um GPS, bússola, astrolábio, radar e provavelmente algum tipo de elixir de atracção para ver se vem mais depressa. Será que Axe funciona? Quer dizer, se for para atrair mulheres mais vale estar quieto.

- Não tenho nenhum cão. 

- Ainda não consegui perceber exactamente como funciona a cena d'O Segredo apesar de ter lido o livro duas ou três vezes. Tipo, aquilo dá imenso trabalho estar concentrado no que se quer na vida. A minha mente divaga imenso... Se calhar é por isso que sinto que ando por todo o lado e em lado nenhum...

 

O que espero que aconteça no futuro?

 

- Arranjar alguém, nem que seja algo tímido no início...

- Voltar ao curso, coisa que está complicada porque a única forma de lá chegar é se conseguir realizar o próximo desejo.

- Money! Dinero! É materialista, eu sei. Mas nós vivemos num mundo materialista e, para conseguir algo, é necessário o vil metal. Não digo ganhar o euro-milhões (apesar de que, se ganhasse não me importava nada...) mas ter o suficiente para viver confortavelmente e voltar ao curso e ajudar as pessoas que me são próximas.

- Continuar a parecer cinco a seis anos mais novo do que sou fisicamente mas continuar a crescer intelectualmente, apesar de muitas vezes me sentir completamente burro!

- Continuar a ter a mesma alegria em viver. Ter sempre a mesma curiosidade pelas sensações que viver tem para mim, seja rir, seja chorar. E continuar a explorá-las. Sempre com a minha mesma curiosidade (muitas vezes) saudável.

 

Pois é! Já ando neste planeta há 29 anos. Quer dizer, tecnicamente só ando neste planeta há 27 anos porque nos primeiros dois só rebolava e gatinhava... mas isso são pormenores.

 

Parece que amanhã vou celebrar por isso, não esperem por mim. ;)

publicado por Arms às 17:10
22 de Setembro de 2009

 As férias têm muito que se lhe diga.

 

Especialmente quando não há muito para dizer.

publicado por Arms às 15:17
17 de Setembro de 2009

 Consta que fui desafiado pelo X, do blog COMYXTURA. Aliás, ao que parece, são dois desafios. Mim baba-se!! Bom, vamos lá.

 

Regras:
*Exibir o selo

*Indicar o link do blog de quem o recebi
Está lá em cima!
 
*Indicar outros 5 blogs:
Vocês são lixados! São sempre cinco!! Damn! Vá...
 
Catarina's 
Etnias 
Little Tiago Boy 
O Bom Ladrão 
Pedro Pina 
 
*Dizer qual o sentido que melhor me descreve:
Apesar do que muita gente pensa, a minha visão não é o sentido que melhor me descreve. Identifico-me e dependo da minha visão, sim, mas não é a melhor. O sentido que melhor me descreve é o tacto. Sempre foi. Raras pessoas sabem isto. Sou extremamente sensível ao toque - às vezes com efeitos constrangedores. º__º '

*Para cada Sentido responder às perguntas:
- Audição: Qual o som que mais gostas de ouvir?
Decididamente o bater do coração. Seja o meu ou da pessoa que amarei, o bater do coração é o som que mais gosto de ouvir. 
Na natureza, a chuva a bater no vidro. Quanto mais forte, melhor. E, se eu estiver de pijama e pantufas, ui, até digo "I'm in heaven!!"
 
-Visão: Qual a tua imagem favorita?
Pergunta complicada para um artista plástico... imagem favorita... tenho imensas... cores, adoro ver cores. Adoraria visitar uma tinturaria só para ver baldes (quer dizer, tanques) de tinta. Estilo aquelas tinturarias da Índia e de Marrocos ou assim. Algo étnico. Lindo!
 
Na natureza, o céu azul-acinzentado ao pôr-do-sol, quando tem aquelas nuvens que parecem rasgões no céu, cor de salmão rosa-avermelhado brilhante, quase néon. 
 
 
A imagem não é das melhores mas já exemplifica.
 
-Tacto. O que mais gostas de sentir na pele?
Decididamente a pele de quem amo... Fora isso só o meu creme de pele e os meus lençóis de inverno, daqueles estilo lençol polar.
 
-Paladar: Qual o teu sabor favorito?
Café. E alguns chás.
 
-Olfacto: Qual o cheiro que te faz bem?
Café logo de manhã. O meu perfume. Esperemos que, num futuro próximo, eu digo o cheiro do perfume de mais alguém... LOL!
 
Pronto! Um já está feito... Venha o próximo.
 
 
As regras:
1. Exibir a imagem do selo e publicar as regras;
2. Publicar o link de quem ofereceu;
3. Indicar 10 blogues para receberem o selo;
4. Avisar os indicados;
5. Dizer qual é a peça de vestuário preferida:
 
Vou ser muito sincero mas são os meus boxers todos. Escolhidos a dedo, é a única peça de roupa em que sou extremamente exigente. Afinal, de nada serve andar pela rua se não se pode andar aconchegado e confortável... 

publicado por Arms às 16:51
tags:
16 de Setembro de 2009

 Muitos acham estranho esta minha faceta.

 

Tenho o hábito (que alguns dizem ser prejudicial) de explorar os meus sentimentos, vendo ou lendo coisas que me forcem a sentir de uma forma, e depois andar a arrastar e prolongar a sensação. Pode-se dizer que sou uma espécie de investigador de sentimentos. Gosto de ver onde os meus sentimentos (e pensamentos associados) me levam. Gosto de explorar as limitações delas (e as limitações da minha criatividade a elas associadas). E, ao mesmo tempo, gosto de saber que estas explorações levam a uma maior compreensão da pessoa que sou, da pessoa que pretendo ser. Além disso, dá-me uma ferramenta conceptual para as minhas variadas criações pessoais.

 

Se ando fascinado por me sentir triste não quer dizer necessariamente que eu esteja triste. São meras concepções artísticas. Se escrevo coisas que exploram a tristeza e a solidão é simplesmente porque resultam destes exercícios - e porque tenho tendência em ser melodramático! 

 

Daí o tag "ficção" e "semi-ficção" nos meus vários contos.

A ficção resulta de um sentimento imposto e exploração dela.

Semi-ficção resulta de um acontecimento na minha vida, que originou esse sentimento e a sua consequente exploração. A única coisa que a torna ficção é o facto de esse acontecimento não ocorrer necessariamente na altura em que o texto é escrito e o próprio acontecimento ser adulterado por motivos criativos. 

 

Simples. Ou talvez não... 

publicado por Arms às 12:45

 Não preciso de alguém para me sentir feliz. Preciso de alguém para me sentir homem e vivo. Para ser feliz eu basto-me. Mas preciso de alguém que me faça sentir homem. Que me faça sentir desejado. Isso apenas complementa a minha felicidade.

 

São perspectivas.

publicado por Arms às 12:30
13 de Setembro de 2009

Adorava que chuvesse.

 

Na chuva, toda a gente é uma alma perdida. Toda a gente tem um motivo para agir de forma profunda e existencial e poética, com o som das gotículas da chuva a embaterem contra o vidro, afogando o sentido de existência de cada um... e a escuridão do dia onde tudo perde o brilho e ganha uma capa de névoa como uma folha fina de algodão... ficando num estado latente de sono e sensação de se estar disperso.

 

Adorava que chuvesse. Mas é o meio do Verão. Está calor e húmido e sufocante e os cantos dos grilos invadem o ar, mas ninguém parece notar porque todos ficam à espera do amanhã. De um amanhã que nunca chega... nem dá sinais. As mesmas pessoas que se afogam na chuva, torrando ao sol.

E eu não estou com disposição. Quero uma desculpa, uma explicação que justifique o motivo pela qual o tempo se move tão depressa e eu continuo preso neste mesmo local, esperando por uma eventualidade, porque 'eventualmente' é a única promessa que tenho. A razão para manter as coisas desta forma, da forma com que sempre esteve. Da forma que nunca pedi ser.

 

Continuo com esperanças. Desejando que os números do relógio mudem, com um olhar perdido, sabendo que isto é a única coisa que posso fazer. Sabendo que estes pensamentos esparançosos nunca me levaram a lado nenhum excepto em sonhos, secretamente desejando que exista realmente algo mágico naquele esguicho que a água da fonte fez quando lhe atirei a moeda.


Todos poderão viver nos seus mundos. Eu continuo a viver no meu. Mas seria muito mais fácil fingir que tudo está bem se eu não estivesse à espera de chuva.

publicado por Arms às 10:23
12 de Setembro de 2009


C, esta é para ti! Porque apeteceu... Porque sim... Porque há alturas em que as amizades têm todo um novo sabor. Vá, podemos ter chuva a bater-nos na tola, mas temos os olhos postos no céu limpo lá ao fundo. ;)

publicado por Arms às 21:49
11 de Setembro de 2009


Ao que parece, houve, neste verão, uma parada do Orgulho Gay no jogo World of Warcraft em que se juntaram sabe-se lá quantos jogadores à volta do mundo.
Parece-me uma iniciativa bastante interessante!
Até porque, para mim, é bastante mais criativo (e divertido) ver um Minotauro numa parada LGBT (ainda que fictício) ao lado de um elfo (que sempre achei que tivesse mais probabilidade em ser gay!)

publicado por Arms às 19:53
tags:
09 de Setembro de 2009

 

Eu tinha 13 anos na altura. Vi-o quase que às escondidas dos meus pais. Na altura a minha melhor amiga ainda não sabia de nada sobre mim. Fiquei pregado à televisão (e aos lenços) o tempo todo. Sempre foi o único filme que conseguiu colocar uma lágrima no canto do meu olho. Continua a sê-lo. Para mim este filme foi um dos mais marcantes em toda a minha vida, até porque ajudou a interiorizar este aspecto da minha vida na minha pessoa e fez-me aperceber (e pensar) melhor na vida. Tudo bem que a temática não era das mais felizes para catalizar um crescimento interno, mas ajudou. Depois de rever este filme, uns anos mais tarde, a minha melhor amiga soube - e continua a dar os seus passos na vida ao lado dos meus - já durante 15 anos. 

 

Para mim, este continua a ser um dos melhores papéis de Tom Hanks e uma das melhores interpretações do cinema. Incluindo umas das transformações melhor concebidas e credíveis. A expressão de Tom Hanks ao 1:26m continua a sensibilizar-me. Um filme que todos deviam de ter... e ver de vez em quando. A música continua a ser uma relíquia.

 

E foi revisto recentemente... com a mesma lágrima de sempre! E um toque de nostalgia.

publicado por Arms às 02:27
08 de Setembro de 2009

Sei que a minha vida é romântica. Só não me disseram que também é uma comédia!

publicado por Arms às 13:04
mais sobre mim
Prémios
Image Hosted by ImageShack.us
By Eu... Gay... e o meu Mundo
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Felizes Juntos (2009).
quote: o traço bonito e elegante reflectido no ímpeto neutralizado dos dias
By Felizes Juntos (2008)
quote: bom gosto e traço bonito e elegante.


últ. comentários
Que texto! Que texto! Sou solteiro por opção e que...
Olha eu estou exatamente igual.. Não me conseguiri...
Olá Arms!Há quanto tempo! Não tenho acompanhado es...
aqui ha dias vi te a subir a rua do sol ao rato.j...
Bem fixe isto. Nos extremos há coisas que nem sabe...
se estiver interessado/a num novo template para o ...
Sim, concordo.Mas acima de tudo, mais intervenção ...
Silêncio a mais... nessas viagens todas não há int...
Bom regresso à blogosfera
Concordo com o que dizes, tambem sou solteiro e as...
subscrever feeds
blogs SAPO
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
14
15
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30
pesquisar neste blog