20 de Novembro de 2010

Estarei sempre sozinho no frio. Mesmo quando estava contigo sentia que algo de demasiado gélido trepava lentamente dentro de mim e agarrava o meu coração dentro de um punho que crepita de gelo. Uma sensação metálica que corta a minha alma em pedaços que deixo escapar pelos olhos. Uma poesia silenciosa de palavras que deixaste escritas nas paredes deste quarto. Palavras que escorregam como tinta molhada e embatem no chão em silenciosos choques de tambor que ecoam na minha mente. Palavras que me lembram a minha solidão, a minha prisão. Tu nunca me compreendeste nem nunca quiseste compreender.

 

Invisível, como sempre fui para ti.

Sozinho, como quando estive contigo.

Esquecido, como quando dormia ao teu lado.

Mas teu... mais teu agora do que quando tu me tinhas. Porque há sempre algo que me prende aos gélidos metálicos grilhões que são as memórias dos poucos dias de felicidade que tive contigo. Porque, de uma forma estranha e peculiar, eu realmente fui feliz. No meio dessa solidão silenciosa houve sempre algo de sensual, algo de único, diferente que me cativava.

 

Estou sempre sozinho no frio. Neste quarto que se derrete para cima de mim, comprimindo, condensando... como gelo a se formar na superfície de um lago. Congelando tudo o que está à vista. E sinto-me estranhamente renascido rodeado deste silêncio que se estilhaça. Escondido por detrás de memórias diluídas. Deliciando-me nesta chuva de emoções contraditórias de liberdade e clausura. E, mesmo sendo teu, apercebo-me que nunca te pertenci... porque nunca quiseste que eu te pertencesse.

 

E, nestas palavras silenciosas que te dedico, eu solto o meu último respiro. Amanhã renascerei... Poderei continuar frágil. Poderei ser seguro. Poderei ser melhor. Poderei ser pior. Tanto me faz... não me preocupo. Serei. Mas, a única certeza que terei é que jamais, já mais, serei teu sem nunca o ter sido.

 

Acordo.

publicado por Arms às 19:35
tags:
mais sobre mim
Prémios
Image Hosted by ImageShack.us
By Eu... Gay... e o meu Mundo
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Felizes Juntos (2009).
quote: o traço bonito e elegante reflectido no ímpeto neutralizado dos dias
By Felizes Juntos (2008)
quote: bom gosto e traço bonito e elegante.


últ. comentários
Que texto! Que texto! Sou solteiro por opção e que...
Olha eu estou exatamente igual.. Não me conseguiri...
Olá Arms!Há quanto tempo! Não tenho acompanhado es...
aqui ha dias vi te a subir a rua do sol ao rato.j...
Bem fixe isto. Nos extremos há coisas que nem sabe...
se estiver interessado/a num novo template para o ...
Sim, concordo.Mas acima de tudo, mais intervenção ...
Silêncio a mais... nessas viagens todas não há int...
Bom regresso à blogosfera
Concordo com o que dizes, tambem sou solteiro e as...
subscrever feeds
blogs SAPO
Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
30
pesquisar neste blog