11 de Setembro de 2007

É incrível como as pessoas conseguem ser realmente infantis e mesquinhas. Se tu não fores exactamente como elas és logo tratado de forma diferente. Isto independentemente do grupo em que te insiras.

Os teus supostos amigos começam a tratar-te de forma diferente apenas porque não vais ao mesmos locais que eles vão, não partilhas dos mesmos ideais políticos que eles, não és activista, nem tens gostos gerais em comum. Aos poucos vão deixando de falar contigo, os convites para sair com eles acabam (mesmo quando te dá a vontade para ir a um local onde eles costumam ir) e, quando dás por isso, os problemas são resolvidos por sms' ridículos.

Eles pregam tanto que querem que todos aceitem a diversidade que acabam por fazer exactamente tudo o que a grande maioria faz. E é uma coisa que eu não compreendo.

Quer dizer, o meu leque de amigos é tão variado que poderia servir de exemplo para o "Todos diferentes, todos iguais." Tenho amigos pretos (não uso no termo pejorativo), amigos indianos, chineses, peruanos, nepalenses, chineses, americanos. Tenho amigos comunistas, socialistas, democráticos. Até monarquistas. Tenho amigos homossexuais, bissexuais, heterossexuais, transexuais, pansexuais, whatever. Tenho amigos claustrofóbicos, aracnofóbicos, não interessa. Até tenho amigos homofóbicos que, quando souberam, explicaram-me o porquê da sua homofobia e isso não afectou a nossa amizade.

Aqui (cidade), as pessoas estão-se nas tintas para pessoas diferentes, para variedade. Se tu não fores a embalagem-amigo (lá está, amigo-produto) que eles imaginaram és descartado. E passam a descriminar-te. Daí o meu título... Já tive mais amigos porque ando já a descartar os que têm este tipo de tratamento comigo. Não tenho paciência para infantilidades e mesquinhez.
publicado por Arms às 08:31
isso é simples: nao sao amigos
Valter Ferreira a 12 de Setembro de 2007 às 02:27
Curioso contrasenso...

Tu criticas os teus pseudo-amigos porque eles afastam-te, mas tu também estás a afastá-los...

Mas ao afastar-te deles, estás mais próximo deles, pois fazes o mesmo que eles fazem...

... com a agravante de que deixam de falar uns com os outros.

Visto deste ponto, parece-me que ninguém ganha com este comportamento.

Concordo com a opinião de que talvez não sejam mesmo teus amigos... mas será que é verdade?
Só tu o poderás saber, falando com eles... (e não afastando-te deles) ;)
enGine throbs a 12 de Setembro de 2007 às 22:40
os verdadeiros amigos não existem, basta haver um problema mais sério que eles afastam-se todos. as pessoas estão contagiadas não por amor mas pela falta dele e gostam de se usar como produtos do supermercado.

por isso não te preocupes, se não existem, não se afastam nem se aproximam :)
Anónimo a 13 de Setembro de 2007 às 21:48
mais sobre mim
Prémios
Image Hosted by ImageShack.us
By Eu... Gay... e o meu Mundo
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Felizes Juntos (2009).
quote: o traço bonito e elegante reflectido no ímpeto neutralizado dos dias
By Felizes Juntos (2008)
quote: bom gosto e traço bonito e elegante.


últ. comentários
Olha eu estou exatamente igual.. Não me conseguiri...
Olá Arms!Há quanto tempo! Não tenho acompanhado es...
aqui ha dias vi te a subir a rua do sol ao rato.j...
Bem fixe isto. Nos extremos há coisas que nem sabe...
se estiver interessado/a num novo template para o ...
Sim, concordo.Mas acima de tudo, mais intervenção ...
Silêncio a mais... nessas viagens todas não há int...
Bom regresso à blogosfera
Concordo com o que dizes, tambem sou solteiro e as...
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou ...
blogs SAPO
Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
26
28
pesquisar neste blog