20 de Abril de 2007

Regressas para me atormentar com essa tua presença ausente, esse fantasma que me prende com grilhões no desespero da minha depressão. Mas desta vez parece que não tenho forças para me soltar, para me livrar destas correntes frapadas que se cravam no meu ser. Apertando cada vez mais, rasgando tudo aquilo que eu sou.

Talvez tenha cantado vitória antes do tempo. Talvez fui eu que regressei a esta prisão.

Só preciso de alcançar aquela navalha que guardo em mim para me soltar. Um dia. Um dia chegarei lá. Um dia poderei voltar a sorrir despreocupadamente.

(Raios! Tornei-me depressivo demais... Até para mim mesmo!)
publicado por Arms às 18:27
Livre não sou, que nem a própria vida
Mo consente.
Mas a minha aguerrida
Teimosia
É quebrar dia a dia
Um grilhão da corrente.

Miguel Torga
reluctant a 21 de Abril de 2007 às 05:20
mais sobre mim
Prémios
Image Hosted by ImageShack.us
By Eu... Gay... e o meu Mundo
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Felizes Juntos (2009).
quote: o traço bonito e elegante reflectido no ímpeto neutralizado dos dias
By Felizes Juntos (2008)
quote: bom gosto e traço bonito e elegante.


últ. comentários
Olha eu estou exatamente igual.. Não me conseguiri...
Olá Arms!Há quanto tempo! Não tenho acompanhado es...
aqui ha dias vi te a subir a rua do sol ao rato.j...
Bem fixe isto. Nos extremos há coisas que nem sabe...
se estiver interessado/a num novo template para o ...
Sim, concordo.Mas acima de tudo, mais intervenção ...
Silêncio a mais... nessas viagens todas não há int...
Bom regresso à blogosfera
Concordo com o que dizes, tambem sou solteiro e as...
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou ...
blogs SAPO
Abril 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
17
18
pesquisar neste blog