20 de Setembro de 2006

Despreza as estradas largas, segue os carreiros
Autor: Pitágoras

Muitas vezes chegamos à conclusão que aquilo que nós buscamos, aquilo que mais desejamos, não é previsto. Podemos andar a enganar a nós próprios sobre aquilo que realmente queremos durante anos, sem que nos aprecebamos que a única coisa que estamos realmente a fazer é perder mais um bocado da nossa identidade. Entramos num círculo vicioso de auto-destruíção, completamente iludidos com o facto de acharmos que estamos a chegar a algum lado. Quando, na realidade, estamos exactamente no sítio por onde começámos. Que fazer para remediar esta situação? Não há respostas nem receitas, e estas coisas não vêm em manuais ou nos livros de "como aprender em 10 passos simples". Cabe a cada um avaliar exactamente o que quer e o que deseja e sair desse vórtex que nos suga ao esquecimento. Para uns é seguir por outro caminho, para outros abdicar de si mesmo e extinguir-se para renascer. E outro, talvez os mais loucos, os que nada têm a perder, abdicam de tudo e mudam completamente de local para começarem de novo. Erradicam com o seu passado para começarem de novo.

Não interessa os caminhos que se toma, nem as coisas que abdicamos. O que interessa é que chegamos ao nosso destino com muito mais do que começamos - e o que realmente interessa não são os posses materiais que acumulamos, mas a experiência que tivemos. Só assim saberemos que tivemos uma vida farta! E nunca, nunca ter medo de desistir de tudo, quando a altura for certa, para recomeçar. Há decisões que tomamos que estão erradas, nunca se deve ter medo de admitir um erro.

Que comece então o meu novo caminho que eu já decidi segui-lo. Acompanha-me quem quiser. Apoia-me quem quiser. Desaprovam os que quiserem. Isso é problema vosso, não meu. Eu decidi seguir este trilho novo, quer gostem, quer não. Poderá acabar num bêco, não sei. Mas, quem sabe, não acabará ele na minha felicidade? Eu confio em mim mesmo e acredito que tenho que fazer isto. E farei. Contra todos se for necessário. Mas farei.

E, se for uma má decisão... Olha, temos pena! Começamos de novo e avançamos na vida! Mas algo me diz que é uma boa decisão... sinto-o! ^^ Não espero facilidade, nada disso. Antes pelo contrário, será difícil, irei muitas vezes imaginar como seria se não tivesse tomado esta decisão. Mas, eu sinto mesmo, até ao tutano dos meus ossos, que preciso de fazer isto. E que me apoiem os que quiserem... poderei ter que precisar de uns apoios entretanto. Pelo menos sei que me espera algumas felicidades pela frente. E isto, já não sentia há muito tempo.

:-*
publicado por Arms às 10:44
mais sobre mim
Prémios
Image Hosted by ImageShack.us
By Eu... Gay... e o meu Mundo
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Felizes Juntos (2009).
quote: o traço bonito e elegante reflectido no ímpeto neutralizado dos dias
By Felizes Juntos (2008)
quote: bom gosto e traço bonito e elegante.


últ. comentários
Que texto! Que texto! Sou solteiro por opção e que...
Olha eu estou exatamente igual.. Não me conseguiri...
Olá Arms!Há quanto tempo! Não tenho acompanhado es...
aqui ha dias vi te a subir a rua do sol ao rato.j...
Bem fixe isto. Nos extremos há coisas que nem sabe...
se estiver interessado/a num novo template para o ...
Sim, concordo.Mas acima de tudo, mais intervenção ...
Silêncio a mais... nessas viagens todas não há int...
Bom regresso à blogosfera
Concordo com o que dizes, tambem sou solteiro e as...
blogs SAPO
Setembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
23
24
25
26
27
28
29
30
pesquisar neste blog