10 de Outubro de 2006

Decidi responder ao comentário do Gaybriel, relativamente ao "viver despreocupadamente".

É dificil para mim viver despreocupadamente porque, devo ser como tu: questionando tudo e todos a toda a hora. Mas, decidi viver a minha vida em função a mim mesmo, às minhas decisões e consequências. Às vezes, e ainda me acontece actualmente, penso se o que estou a fazer estará correcto ou não. Mas, se me for limitar a esses pensamentos não viverei. Ficarei envolvido numa teia de questões e arrependimentos e vivenciarei tudo o que já vivi até que se esgotem os sentimentos e tudo se torna numa massa uniforme de banalidades e dejá vù's. É por isso que decidi não pensar no que as minhas decisões me trarão e viver sem preocupações (o que não quer dizer que não me preocupe com a minha vida, mas antes, que não vou ficar a matutar até à insanidade as minhas decisões e atitudes) nesta minha nova etapa.

O conseguires viver assim depende apenas da vontade que tens em avançar com a tua vida, não é verdade? De nada serve ficar em cima do sofá a mastigar sentimentos regurgitados pelo passado. Pelo menos, é o que eu acho.

Eu não quero estar a dar lições de moral nem fingir que sei aquilo pelo que passaste, porque não sei pelo que passaste. Apenas te quero deixar uma força para que encontres o teu caminho. Não estás perdido, apenas ficaste sem conseguir ver a estrada toda até ao fim... Não desesperes que logo logo o Sol brilhará de novo. E, se for do teu desejo, sente-te à vontade para falares comigo... Não sei, apenas quero que saibas que estou a torcer pela tua felicidade!

Abraços fortes
publicado por Arms às 19:50

Congelei a minha matrícula: apesar de não poder continuar a estudar, não vou desistir assim tão facilmente. Eu insisto na minha formação como Designer Gráfico (to be!) e, por isso, congelei a minha matrícula para mais tarde retomar. Porque sou mais teimoso que uma mula... Pronto, matrícula congelada.

Encontrei quarto: é verdade! As minhas mudanças para Lisboa aproximam-se cada vez mais. E eis que as esperanças voltam para mim, pouco a pouco, gota a gota. A casa é boa, bem localizada, relativamente barata... vai ser bom.

Procurar trabalho: pois é! Agora tenho que pensar em juntar o dinheirinho se eu quiser voltar a pegar nos estudos, não é? A partir do dia 20 vou procurar trabalho por Lisboa. Vamos ver se terei sorte.

Rever amigos: Esta confesso que é a melhor parte de tudo isto... Poder estar com a Catarina aos fins de tarde; rever a Xana; estar com os meus amigos da rede. Isto sim, é a melhor parte.

O meu amor: OK! Esta é que é decididamente a melhor parte. Encurtar os 98kms que me separa do meu amor para uns míseros 8kms é, de facto, a melhor coisa que esta mudança me oferece. E poder passar umas tardes aninhados na cama a ver filmes... ou a tentar. OK! Esqueçam que não conto pormenores.

E, daqui a uns dias poderei dizer, com o meu típico sorriso pateta, finalmente, que estou feliz. Ou que me sinto feliz.

=)
publicado por Arms às 19:17
mais sobre mim
Prémios
Image Hosted by ImageShack.us
By Eu... Gay... e o meu Mundo
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Etnias

Image Hosted by ImageShack.us
By Felizes Juntos (2009).
quote: o traço bonito e elegante reflectido no ímpeto neutralizado dos dias
By Felizes Juntos (2008)
quote: bom gosto e traço bonito e elegante.


últ. comentários
Que texto! Que texto! Sou solteiro por opção e que...
Olha eu estou exatamente igual.. Não me conseguiri...
Olá Arms!Há quanto tempo! Não tenho acompanhado es...
aqui ha dias vi te a subir a rua do sol ao rato.j...
Bem fixe isto. Nos extremos há coisas que nem sabe...
se estiver interessado/a num novo template para o ...
Sim, concordo.Mas acima de tudo, mais intervenção ...
Silêncio a mais... nessas viagens todas não há int...
Bom regresso à blogosfera
Concordo com o que dizes, tambem sou solteiro e as...
subscrever feeds
blogs SAPO
Outubro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
21
22
24
25
26
27
28
31
pesquisar neste blog