Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

reflectmyself

reflectmyself

Verde

Arms, 27.05.09
O dia nasceu cinzento. Daqueles dias em que parece que toda a alegria do mundo é-nos retirado por completo e ficamos com aquela sensação melancólica. Saí para ir trabalhar, com uma vontade enorme de voltar para me enfiar de novo na cama e simplesmente dormir até ao dia terminar, quando passo por um pequeno largo com aqueles jardins de relvado. Aqueles típicos jardins com as placas a dizer para não pisar na relva. Estava um jardineiro a cortar a relva e veio-me aquele cheiro de relva acabada de cortar. Inundou-se então a cor verde em mim. De repente, o cinzento ganhou o cheiro do verde: o cheiro da relva acabada de cortar. Foi aí que me apercebi que o verde cheira a relva acabada de cortar.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.