Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

reflectmyself

reflectmyself

Longe vão os dias

Arms, 22.03.08
Longe vão os tempos em que acordava para sonhar com piões e berlindes e esfolar os joelhos porque brincava no mato. Longe vão os dias em que uma tarde durava para sempre e as preocupações não existiam. Brincava na rua e subia às árvores, apenas para avistar os animais em manadas a tocar no horizonte. Os dias que eram feitos de ansiar o fim do dia de aulas apenas para andar de bicicleta e mergulhar no rio. Andar descalço sem me preocupar em cortar-me ou ser assaltado. Longe vão os dias em que saía sem causar preocupações à minha mãe.

O que resta de tudo isto são saudades e a lágrima no canto do olho. Nostalgia.

3 comentários

Comentar post