06 de Abril de 2007

Uma tarde ao sol. Sem fazer nada. Sem pensar em nada. Apenas eu, deitado na relva fresca, ao sol. Como me soube bem. Como me fez recarregar as baterias semi-gastas. Um perfeito dia de infância: sem horários, sem preocupações, sem pensamentos.

Uma tarde certamente a repetir. Talvez já amanhã...
publicado por Arms às 00:34
E depois de amanhã.E depois e depois. Todos os dias. Sempre.
David a 6 de Abril de 2007 às 15:52
mais sobre mim
últ. comentários
Que texto! Que texto! Sou solteiro por opção e que...
Olha eu estou exatamente igual.. Não me conseguiri...
Olá Arms!Há quanto tempo! Não tenho acompanhado es...
aqui ha dias vi te a subir a rua do sol ao rato.j...
Bem fixe isto. Nos extremos há coisas que nem sabe...
se estiver interessado/a num novo template para o ...
Sim, concordo.Mas acima de tudo, mais intervenção ...
Silêncio a mais... nessas viagens todas não há int...
Bom regresso à blogosfera
Concordo com o que dizes, tambem sou solteiro e as...
blogs SAPO
Abril 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
17
18
pesquisar neste blog