Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

reflectmyself

reflectmyself

100 coisas sobre mim

Arms, 12.12.07
Faltava-me este post... Vejo muitas vezes por aí, na blogosfera, post sobre 100 inutilidades acerca do blogger. Nunca o fiz antes porque nunca me deu para o fazer. Finalmente consegui completar a lista.

  1. Nasci a dormir.
  2. Tenho um irmão ano e meio mais velho e uma irmã dois anos mais nova!
  3. Sou exactamente 2 anos, 1 mês, 1 dia e 2 horas mais velho que a minha irmã. E o feito não foi planeado!
  4. Nasci de olhos azuis e cabelos louros. Agora tenho tanto os cabelos como os olhos castanhos.
  5. Tenho uma cicatriz de uma mordida de cão na mão direita. Acho piada à cicatriz embora a experiência que levou à sua aquisição não tenha sido nada agradável.
  6. Tenho uma queimadura no braço esquerdo, que começa perto do cotovelo e acaba no ombro. Tenho a queimadura desde os meus dois anos e meio.
  7. A memória mais antiga que tenho, tinha eu um ano e meio e estava no banco de trás do carro, com a cabeça para trás, porque o meu irmão tinha-me atirado com um prato à testa e estava a caminho do hospital para levar pontos.
  8. Levei um tiro na perna direita quando tinha sete anos. Não tenho marcas porque tinha as calças cheias de areia (coisa de putos) e a areia actuo como escudo.
  9. Gosto das minhas mãos mas não gosto dos meus braços.
  10. Gosto das minhas pernas mas não gosto dos meus pés.
  11. Gostava de ter uma voz mais rouca.
  12. Gostava de ter ficado com os olhos azuis.
  13. Costumo ter sorte com o número 13. Especialmente Sextas-feiras 13!
  14. Detesto que me chamem de Arlindo, Hermínio, Ermelindo, Armando, Arnaldo, Ambrósio, Herman, Hernani. Sim, já houve quem me chamasse por estes nomes.
  15. Detesto quando me ignoram quando estou a falar. Pior se me dão atenção e depois começam do nada a falar com outra pessoa e me deixam com a frase pelo meio.
  16. Abomino (reparem no "abomino") quando alguém me interrompe a falar. Tira-me do sério!
  17. Adoro comer gelados quando há uma tempestade lá fora.
  18. Adoro relâmpagos.
  19. Adoro andar à chuva mas detesto a chuva fria da Europa. Prefiro as chuvas mornas de África.
  20. Já toquei num leão. Era um bebé. O leão, não eu!
  21. Já toquei num golfinho. Era um bebé. Eu, não o golfinho!
  22. Já tive 28 cães, 17 gatos, incontáveis galinhas e coelhos, 2 cabras, 2 bodes, 2 cisnes, 2 gansos, 1 hamster, 1 roseicólis, 1 elefante (temporário) e 1 corvo. Alguns ao mesmo tempo!
  23. Colecciono bonecos de sapos e rãs, mas não sou grande fã dos animais em si.
  24. Colecciono berlindes. Tinha quase 2500 antes da minha colega de apartamento os ter roubado. Ainda estou para descobrir porquê.
  25. Colecciono dados de todos os tamanhos e feitios, e cores.
  26. Colecciono canetas. Quer dizer, não colecciono no sentido de ir recolhendo. Mas, vou guardando todas as canetas que passaram pelas minhas mãos - até alguém os deitar ao lixo (como a minha mãe).
  27. Tenho Thanatofobia (medo da morte), Claustrofobia (medo de lugares apertados. No meu caso associado a multidões. É estilo muita gente a apertar-me) e Acrofobia (medo de alturas).
  28. De manhã, o que faço depois de acordar é ligar o pc, pôr música a tocar, ir tomar banho, vestir-me e dançar.
  29. Prefiro bares a discotecas.
  30. Sou desarrumado mas não desorganizado.
  31. Sou distraído mas não me esqueço.
  32. Tenho péssimo sentido de orientação mas, de uma forma estranha, dou sempre com os sítios.
  33. Descobri a lei da gravidade quando quis tentar voar e saltei de uma árvore. Aterrei de cara num monte de caca de galinha!
  34. Houve uma vez que meti o braço numa termiteira para ver o que fariam. Fiquei com o braço inchado e dormente durante três dias. Sim, levei tareia por ter feito aquilo.
  35. Uma vez, enquanto estava a brincar às escondidas numa festa de anos, escondi-me atrás de um arbusto. Passados uns segundos senti algo nas pernas, era uma tarântula. Congelei. Segundos depois senti outra coisa estranha. Era uma jibóia. E assisti a um momento National Geographic logo a seguir: a cobra comeu a aranha! Nunca mais joguei às escondidas!
  36. Quis ser padre durante 3.5 segundos. Desisti da ideia quando a minha mãe disse que os padres não podiam namorar!
  37. Nunca quis ser astronauta, sempre sonhei em ser o Super-homem (sem cuecas vermelhas. O meu fato era melhor!)
  38. Adoro café. Mexo o café sempre no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio.
  39. Quando almoço, rodo sempre o prato de forma que o bife (caso seja carne) ou o peixe esteja no canto superior esquerdo do meu campo de visão.
  40. Se o prato levar um ovo estrelado, a gema é a última coisa que como.
  41. Escovo os dentes enquanto ando pela casa fora.
  42. Abro o frigorífico quando quero pensar. Já o abri duas vezes durante este post!
  43. Rio-me quando estou nervoso. O mesmo acontece quando estou perante uma situação que me recorde a morte.
  44. Faço festas na barriga quando estou entretido a falar com alguém.
  45. Mexo muito no cabelo quando estou com sono ou aborrecido.
  46. Tenho uma cicatriz no ombro direito. Acho a cicatriz sexy!
  47. No pé direito, o segundo e o terceiro dedo estão unidos até a meio pela membrana inter-digital, fazendo deles dedos gémeos. Saio à minha mãe nisso.
  48. Acho a minha cara mais bonita agora do que há uns anos; acho o meu corpo mais feio que há uns anos porque emagreci muito.
  49. Já me chamaram de anoréctico, apesar de não ter distúrbios alimentares. Sou simplesmente magro.
  50. Já pratiquei natação, basebol, voleibol, basquetebol, atletismo, ginástica acrobática, salto em comprimento e salto em altura. Hoje não pratico desporto.
  51. Confesso que gostaria de fazer uma rinoplastia. Não gosto muito do meu nariz. Mas não faço a rinoplastia porque não gosto da ideia de retocar o meu corpo.
  52. A última vez que apanhei uma constipação foi em 1985.
  53. A cor que mais detesto é o dourado. Logo seguido do cor-de-rosa.
  54. Quando era pequeno não sabia dizer "cor-de-rosa". Dizia "cu-da-rosa"!
  55. Tive um cão chamado Tarzan. Fugiu pulando a cerca. Tive um cão chamado Ferrari. Fugiu a correr atrás de um carro. Tive um cão chamado Buda. Morreu com excesso de peso. Tive um cão chamado Toy. Engasgou-se com um brinquedo. Ainda bem que nunca tive um cão chamado Bomba, Atila ou Priscilla... Um explodiria, o outro cercaria a minha casa e impediria-nos de sair e buscar mantimentos e o outro iria para o deserto fazer concertos de Drag Queens.
  56. Gosto mais de cães do que gatos.
  57. Tive uma depressão que me durou oito anos. "Curei-a" sozinho.
  58. Odeio o cheiro de caracóis. Dá-me volta ao estômago.
  59. Canto e danço em frente ao pc enquanto escrevo. Estou a dançar e a cantar agora mesmo!
  60. Um mês ante de vir para Portugal tive num acidente rodoviário que resultou a que eu partisse a cana do nariz. Tenho recordações sensoriais sempre que falo no assunto. É estranho porque revivo a sensação do embate.
  61. Não gosto de excessos e exibicionismos.
  62. Gosto de viajar sem destino marcado. Mas raramente o faço.
  63. Sou uma pessoa mais de ideias do que de ideais.
  64. Apesar de custar a admitir, fui mais influenciado pelo meu pai do que pela minha mãe. Vi nele tudo aquilo que eu não queria ser.
  65. Sempre fui muito adulto para a minha idade até ao momento em que me tornei demasiado adulto para ser criança. Hoje gosto de pensar que mantenho uma pitada de criança dentro de mim.
  66. Nunca faço planos para o futuro. Todas as que tinha feito antes não se realizaram. Mas nunca desisto de um sonho.
  67. Lido muito mal com críticas. Sou ainda demasiado sensível nessa questão.
  68. Apego-me demasiado depressa e em demasia às pessoas que me rodeiam e espero o mesmo tipo de reacção deles. Sou geralmente desiludido por elas, mas não sei ser de outra forma.
  69. Adoro quando a minha mãe diz "este é o meu do meio" quando ela se refere a mim. Mas sinto-me incomodado quando ela diz que tem orgulho em mim.
  70. Tenho uma relação amor-ódio com a minha irmã. Somos unha e carne mas temos discussões ao ponto do insulto escandaloso... que dura dez minutos e, passados dois ou três minutos, um chama o outro para ir beber café.
  71. Muita gente pensava que a minha irmã era a minha namorada. Nós fartávamos de rir à pala disso.
  72. Muita gente pensava que a minha mãe era a minha irmã. Quer dizer, muita gente ainda pergunta isso.
  73. Gosto de dizer palavras compridas em voz alta. Palavras como "Politetrafluoretileno (nome científico do Teflon)", "Hippopotomonstrosesquipedaliophobia (Fobia de palavras compridas)" ou "inconstitucionalissimamente".
  74. Tenho o hábito de abraçar-me a mim mesmo de vez em quando.
  75. Tenho o hábito de parar a meio de uma conversa e ficar a olhar para nenhures durante uns segundos, quando algo me capta a atenção ou quando algo quebrou com a minha linha de raciocínio.
  76. Houve gente que já me perguntou se eu era um ex-autista.
  77. Gosto de incensos mas detesto cheiros fortes.
  78. Sou mais optimista que pessimista, apesar de muitos acharem o contrário. Mas sou um drama-queen e isso não nego.
  79. Não gosto de pipocas.
  80. Não gosto de enchidos.
  81. Raramente bebo bebidas alcoólicas.
  82. Ainda tenho alguns problemas de inserção social. Eventos sociais de qualquer tipos deixam-me nervoso e ansioso. Mas como rio-me quando estou nervoso, muitos acham-me uma pessoa alegre.
  83. Gosto do mar, mas não gosto de praia em época balnear.
  84. Prefiro o pôr-do-sol da savana que o pôr-do-sol no mar. Acho o da savana ainda mais intenso e romântico que o do mar.
  85. Colecciono jogos de tabuleiro. O meu sonho é ter um jogo de xadrez em vidro desenhado por mim.
  86. Já comi formigas.
  87. Gosto de animações feitas por computador. Mas prefiro os efeitos especiais dos filmes. Especialmente se envolve dinossauros. Flipei quando saiu o Parque Jurássico.
  88. Detesto pessoas que escrevem em pitês. Lido bem com erros ortográficos mas pessimamente mal com pontapés na gramática e, para mim, o pitês é um pontapé nas partes íntimas do Português.
  89. Gosto de sentar-me num café ao fim da tarde a escrever. Ou a olhar para as pessoas a correrem na rua.
  90. Demoro imenso tempo para tomar decisões. Mas levei dois segundos e meio para decidir se largava tudo ou não por amor.
  91. Rio-me quando me estatelo no chão. Rio ainda mais alto quando imagino ver-me a estatelar no chão.
  92. As pessoas dizem que sou muito expressivo e que pareço um desenho animado. Odeio quando dizem isso!
  93. Em termos anatómicos, tenho a coluna perfeita. Segundo a minha (ex)professora de anatomia, a minha coluna descreve curvaturas consideradas perfeitas. Quem diria!
  94. Sou louco por pastéis de nata.
  95. Ainda tenho a almofada com que a minha usava para me deitar quando era bebé.
  96. Sou péssimo a receber prendas porque nunca sei como reagir. Mas adoro dar prendas, apesar de não ser habitual por motivos de força maior.
  97. Assusto-me com facilidade.
  98. Tenho um péssimo acordar. Resmungo muito. Isso passa logo a seguir ao banho.
  99. Sou mais romântico do que admito ser. Mas sou menos romântico do que me fazem parecer.
  100. Não gosto de clichés. E isso já é cliché...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.